Notícias mais recentes

ESPECIALISTA RESPONDE : PROFILAXIA DENTÁRIA 12/06/2019 10:29

PROFILAXIA DENTÁRIA 

A palavra pode parecer estranha para alguns, mas, de certa forma, você realiza essa ação todos os dias. O termo indica uma limpeza da cavidade oral que mantém sua higiene em dia. O procedimento é realizado no consultório do dentista, contando com a assistência das ferramentas do profissional. 

COMO É FEITA A PROFILAXIA DENTÁRIA?

Na odontologia, a profilaxia consiste na limpeza e conservação dos dentes. “A profilaxia é feita com pasta profilática, uma escova profissional específica para essa limpeza, fio dental e flúor”, explica o profissional. Dessa maneira, o processo acaba sendo considerado como uma escovação . Vale ressaltar que ela deve ser realizada pelo dentista com o motor de baixa rotação.
Assim, após essa escovação supervisionada, o odontologista faz a aplicação do flúor nos dentes do paciente. O grande beneficio dessa limpeza é remoção do biofilmedentário. Enquanto isso, o mais importante é o ensinamento de higiene, para que torne-se como um hábito.

ALGUM PREJUÍZO PODE OCORRER CASO ELA NÃO SEJA FEITA?

Para os pacientes que seguem e possuem em sua rotina uma higiene bucal correta, o dentista esclarece que não há nenhum prejuízo para a saúde bucal se a profilaxia no consultório não for feita. “A profilaxia pode ser realizada pelo paciente, apenas com o hábito e o correto uso da escova e fio dental”, destaca ele. No entanto, vale ressaltar que a raspagem do tártaro deve ser realizada exclusivamente pelo dentista para que nenhum prejuízo com a saúde da boca aconteça.

 

Ver mais

ESPECIALISTA RESPONDE : APARELHO FIXO 05/06/2019 16:37

O aparelho fixo é o mais famoso dos aparelhos e um dos tratamentos mais desejados para a correção de dentes tortos ou de problemas de mordida errada. Visto como a forma mais comum de tratamento ortodôntico, o aparelho fixo é uma ferramenta que exige atenção a médio e longo prazo e cuidados indispensáveis, mas que pode proporcionar ótimos resultados para quem busca corrigir algum problema ortodôntico.

Como funciona?

O aparelho fixo é chamado de fixo justamente porque ele funciona por meio de peças coladas nos dentes, chamadas de bráquetes, geralmente produzidos a partir de ligas de aço inoxidável, e que são colados aos dentes com resina. Os bráquetes colados em cada dente recebem um arco de metal maleável, parecido com um arame de metal.

O arco tem formatos e diâmetros variáveis, e é trocado pelo ortodontista com a evolução do tratamento, regulando a força e a tensão ortodôntica aplicada sobre os dentes. É essa tensão e forças que fazem com que os dentes se movam vagarosamente, saindo da posição original em direção à posição correta ou ideal, previamente estudada pelo dentista. 

Nas versões mais tradicionais do aparelho fixo, para fixar o fio nos bráquetes, são utilizadas as tradicionais borrachinhas coloridas.

Ver mais

ESPECIALISTA RESPONDE : CHECK- UP ODONTOLÓGICO 30/05/2019 17:21

A prevenção é o melhor remédio. Essa conduta pode evitar muitas doenças e complicações relacionadas ao nosso corpo, incluindo o universo bucal. Uma simples forma de praticá-la é realizando o check-up odontológico preventivo

É UM PROCEDIMENTO BEM SIMPLES

Garante que o procedimento é muito simples e evasivo. "O check-up pode ser feito pelo seu dentista tanto com instrumentos convencionais como sonda e espelho, ou com o uso de câmera digital intraoral que aumenta em até 70x a imagem", explica. O profissional conta que com esta tecnologia, o paciente pode acompanhar o que está sendo feito na sua boca durante a inspeção e possibilita uma maior visibilidade de cáries em fases bem iniciais ou falhas em restaurações antigas.

É POSSÍVEL PREVENIR ATÉ MESMO O CÂNCER DE BOCA

Através do check-up podemos detectar a presença de doenças bucais em seus primeiros estágios. "Tártaros, inflamações gengivais, defeitos ou infiltrações em restaurações antigas e até mesmo lesões de tecidos moles em língua e bochecha, como o próprio câncer de boca". Assim, o tratamento fica mais simples para sua saúde.

Ver mais

ESPECIALISTA RESPONDE - LENTE DE CONTATO DENTAL 23/05/2019 17:25

A lente de contato dental é um tratamento odontológico semelhante às facetas de porcelana. A diferença é que as lentes têm menor espessura, podendo chegar a até 0,2 milímetros.

Por serem muito finas, as lentes de contato dentais não são tão efetivas na hora de corrigir problemas na coloração dos dentes. Se a cor da sua dentição te incomoda e você pretende investir na lente de contato dental, faça um clareamento antes de iniciar este tratamento odontológico.

A lente de contato dental é indicada para corrigir formato ou tamanho dos dentes, além de problemas no distanciamento entre eles, como diastemas. A grande vantagem é exigirem um menor desgaste dos dentes em comparação com as facetas de porcelana.

Como o investimento é alto e o procedimento é irreversível, alguns dentistas oferecem as mock ups: lentes temporárias para que o paciente veja somo será o resultado antes do tratamento final.

Ver mais

ESPECIALISTA RESPONDE : PRÓTESE DENTÁRIA 07/05/2019 14:03

O que são Próteses Dentárias? É a área da odontologia destinada à reconstrução e reposição de elementos dentários danificados ou perdidos, devolvendo ao paciente as características e funções mastigatórias, estéticas e fonéticas, além de recompor e proteger funções articulares.

Por que realizar esse tratamento? As próteses dentárias podem influenciar em três importantes fatores: 
Mastigação: a mastigação correta dos alimentos é fundamental para qualquer indivíduo. Corrigindo a dentição, irá prevenir ou até eliminar problemas de digestão que surgem com o fato dos alimentos serem mastigados de forma deficiente. 
Estética: é inegável que um sorriso com a dentição completa tem benefícios claros: aumento da autoestima, autoconfiança do paciente no trabalho e nas relações pessoais torna-se superior. 
Dicção: sem dúvida, a fala se tornará mais clara e perceptível. E nem será necessário demonstra-lhe os benefícios inegáveis desta melhoria.

Tipos de Próteses: Existem basicamente dois tipos, que podem ser indicados para perdas parciais ou total dos dentes. 
Prótese removível: o paciente tem a opção de retirar a prótese para higienização. 
Prótese fixa: uma estrutura é fixada ou encaixada em implantes ou dentes naturais.

Ver mais

ESPECIALISTA RESPONDE : IMPLANTES DENTÁRIOS 30/04/2019 14:02

Qualquer pessoa pode realizar um implante dentário?
Não, pessoas que fumam em excesso ou há muito tempo, tem diabetes e não segue as orientações médicas, está em tratamento de câncer, tem hepatite ou osteoporose, não podem realizar o procedimento do implante dentário devido a riscos que podem conter.
 
Vou sentir dor no processo cirúrgico?
Dependerá da sua sensibilidade. Porém, na maioria dos casos esta fase do implante é realizada com anestesia e o paciente ficará indisposto apenas no dia da cirurgia, estando apto a voltar às sua atividades normais no dia seguinte.
 
Após a finalização do meu tratamento, o que faço?
Recomenda-se que o paciente agende um retorno preventivo a cada 06 meses após a finalização do tratamento para manutenção da prótese.
Ver mais

Prótese Dentária Parcial Removível: o que é e... 04/02/2019 17:37

Você sabia que algumas próteses removíveis têm grampo? Elas funcionam como se fosse um gancho que se prende a outros dentes naturais para estabilizar e prender os dentes presentes da prótese parcial. Tudo parece ser muito simples e prático, mas com a estrutura metálica do grampo alguns cuidados são necessários. Por exemplo, como há a presença de algo novo na cavidade oral, a higienização do paciente deve ser perfeita. Por isso, perguntamos ao ortodontista Robson Caumo como os pacientes devem usar essa prótese e quais são os cuidados para uma melhor preservação.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE A PRÓTESE REMOVÍVEL E A DE GRAMPO?

Na verdade, aquela com o grampo é um tipo de prótese removível. “São próteses que necessitam de outros dentes para sua fixação, por isso a existência dos grampos que a fixam nos dentes adjacentes”, explica o especialista. Mas, o acessório também existe em outras versões como próteses removíveis sem grampo, bem parecidas com dentaduras, e também outras que usam molas de encaixe ou clips. Se você está procurando uma delas, vale consultar um especialista na área para analisar qual dos modelos melhor se encaixa para o seu caso.

QUANDO A PRÓTESE REMOVÍVEL É INDICADA?

A prótese removível é indicada quase sempre que o paciente não pode utilizar a prótese dental fixa, aquela feita com o implante de pinos para a fixação. Quando o paciente tem um baixo nível ósseo, por exemplo, muitas vezes o implante é impossibilitado, sendo a removível a solução mais indicada para esse caso. A presença de problemas periodontais, como a gengivite, também favorece a indicação da removível. Um outro tipo de prótese é a removível imediata. “São instaladas logo após a extração de algum dente, impedindo que o paciente saia ‘sem dentes’ do consultório logos após o ato cirúrgico”, acrescenta.

PRÓTESE REMOVÍVEL DEVE SER RETIRADA NA HORA DE DORMIR?

O profissional comenta que a prótese, perfeitamente adaptada à cavidade oral, deve ser usada ao longo de todo o dia. Mas, na hora de dormir, a indicação é outra. “Oriento meus pacientes a não usarem as prótese para dormir, pois temos uma diminuição do fluxo salivar neste período, o que favorece o acúmulo de placa e resíduos nas peças protéticas”, indica ele. Além disso, o paciente também deve ter uma atenção extra na hora de inserir e remover o elemento. Movimentos bruscos e sem cuidado aumentam os riscos de quebrar o acessório ou os grampos.

A HIGIENE E ALIMENTAÇÃO COM A PRÓTESE REMOVÍVEL COM GRAMPO

Um cuidado importantíssimo com qualquer tipo de prótese é o higiênico. Como ela é um novo elemento ao meio bucal, as bactérias podem ser atraídas ao acessório e, por ali, se instalarem. “A higienização deve ser impecável, a fim de diminuir o acúmulo de placa e resíduos de alimentos”, alerta. Por isso, consulte seu dentista para verificar como melhorar sua rotina bucal, como deve ser feita a escovação e qual o fio dental é o mais indicado para isso. Vale lembrar que próteses mal cuidadas e com a higiene em falta devem ser substituídas por novas. Um outro cuidado é com a alimentação. Alimentos muito duros ou crocantes podem fazer com que o grampo da prótese se desloque, machucando a mucosa do paciente.

Você sabia que a prótese tem uma vida útil? Segundo o especialista, ela deve ser trocada em um período máximo de 5 anos. Mas, as consultas no consultório devem ser bem mais frequentes que isso, a cada 3 meses. “Nas consultas de controle, as próteses devem ser avaliadas assim como as estruturas circundantes, como gengivas, dentes e mucosas, já que o desgaste das peças deve ser avaliado para indicar ou não a sua troca”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Robson Caumo - Ortodontista e Especialista em DTM
Niterói - RJ
CRO-RJ: 30043

 

 

Fonte: https://www.sorrisologia.com.br/noticia/protese-dentaria-parcial-removivel-ou-de-grampo-veja-o-que-sao-e-como-usar_a8654/1

Ver mais

Extração Dentária: Confira 20 dicas de uma dentista... 04/02/2019 14:40

A extração de um dente pode ser um momento de nervosismo para o paciente. Com a ajuda e orientação de um profissional, esse momento consegue ser mais tranquilo. Para isso, há cuidados importantes a seguir no pós-operatório da extração dentária. Segundo a dentista Thalita Costa, se o(s) dente(s) foram removidos, deve-se obrigatoriamente substituir os espaços vazios por dentes artificiais, já que uma mastigação deficiente ou ausente, compromete muito a qualidade de vida das pessoas. "Pode-se lançar mão de implantes, próteses com substituição de um, alguns ou de todos os dentes", explica ela. Além disso, a colaboração do paciente é essencial para a recuperação e cicatrização do dente extraído. Confira esses cuidados que a profissional recomendou como pós-cirúrgico.

REPOUSAR APÓS A EXTRAÇÃO É ESSENCIAL

1 - Evite falar muito. Após levantar da cadeira do dentista, é importante não fazer esforço com a região bucal. Assim, você contribui para que não fique com desconforto na área do dente extraído e até inchaço.

2 - Ficar em repouso o maior tempo possível nos três primeiros dias. Mantenha a cabeça mais elevada do que o resto do corpo por um período de 24 horas após a cirurgia de extração.

3 - Não ficar exposto ao sol, evite atividades físicas e evite banhos muito quentes nos 5 primeiros dias.

A ALIMENTAÇÃO DEVE SER REPENSADA NO PÓS-OPERATÓRIO DA EXTRAÇÃO DENTÁRIA

4 - Não deixar de se alimentar, mas evite alimentos que possam ferir a área operada. Evite alimentos quentes nos primeiros dois dias após a cirurgia. Prefira os gelados ou frios para prevenir possíveis sangramentos.

5 - A alimentação deve ser líquida ou pastosa mornas/frias nos 2 primeiros dias, fracionadas de 3 em 3 horas (ex.:leite, sucos, vitaminas, sorvetes, picolés, mingau, iogurtes, gelatina, sopas, caldos, purês, alimentos batidos no liquidificador, macarrão, etc.).

6 - Tome água à vontade, pois a hidratação é cuidado importante.

7 - Não faça movimentos de sucção. Nesses dias, é importante não usar canudos e até garrafinhas para ingerir os líquidos. A dica é utilizar um copo para beber.

CUIDE DA HIGIENIZAÇÃO NA ÁREA DO DENTE EXTRAÍDO

8 - Higienizar a área operada, sempre na frente do espelho, utilizando corretamente o fio dental e a escova de dentes com cerdas macias, com quantidade reduzida de creme dental, para que se forme pouca espuma.

9 - Utilizar um cotonete embebido de água filtrada ou enxaguante bucal sem álcool a base de clorexidina, como auxiliar para remover os restos de alimentos que ficam retidos nos pontos. Escove o dorso da língua. Não deixar que os pontos fiquem brancos!

10 - Não bochechar vigorosamente nos 4 primeiros dias. Apenas lave a boca com água, banhando a área operada cuidadosamente e cuspa para remover a espuma da pasta de dentes. Assim, é possível evitar possíveis sangramentos.

A FERIDA DA EXTRAÇÃO PRECISA DE CUIDADOS

11 - Não fique cuspindo por qualquer motivo.

12 - Nos 2 primeiros dias, colocar compressas geladas próxima à região operada, utilizando um saco plástico e grande quantidade de gelo, protegendo a pele com uma toalha fina de algodão, hidratante ou vaselina sólida para não queimar a pele. As compressas de gelo deverão ser feitas por 20 minutos, seguidos, obrigatoriamente, de um período de descanso de outros 20 minutos; após esse período, fazer nova aplicação de gelo por mais 20 minutos, e assim por diante até 24 horas para evitar possíveis inchaços.

13 - Não passe a língua, dedo ou qualquer objeto na área operada. Esse descuido pode atrapalhar e aumentar o tempo do processo de cicatrização da extração dentária.

14 - Em casos de sangramento excessivo e contínuo (hemorragias), morder a região operada com gaze estéril, pressionando o local operado de forma ininterrupta. Caso o sangramento não pare, entrar em contato com o seu cirurgião-dentista.

15 - É normal a sensação de gosto de sangue com saliva na boca, e o sangramento pequeno na primeira noite, podendo inclusive manchar a roupa de cama. Para evitar que isso ocorra, durma com 2 travesseiros.

OUTROS CUIDADOS APÓS A EXTRAÇÃO DENTÁRIA

16 - Se for fumante, tente não fumar ou ao menos reduza a quantidade de cigarros até a cicatrização do corte.

17 - Não tome bebidas alcoólicas de nenhuma espécie.

18 - A prescrição medicamentosa deve ser seguida à risca, os horários das medicações devem ser rigorosamente respeitados. Em caso de dor forte ou febre, entrar em contato com o seu cirurgião-dentista o mais breve possível.

19 - Não deixe de comparecer à consulta de retorno para a remoção dos pontos e avaliação da cicatrização.

20 - Não dê ouvidos a qualquer conselho doméstico. Não tome nenhum medicamento por conta própria. O seu cirurgião-dentista é o profissional mais habilitado para resolver suas dúvidas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Thalita Costa - Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro-RJ
CRO-SP: 113895

 

Fonte: https://www.sorrisologia.com.br/noticia/extracao-de-dente-confira-20-dicas-de-uma-dentista-para-os-cuidados-apos-a-cirurgia_a1793/1#1

Ver mais

DOR DE DENTE APÓS O TRATAMENTO DE CANAL... 21/06/2018 14:43

Geralmente, o tratamento de canal por ser feito em etapas. Lidar diretamente com a raiz do dente requer muitos cuidados tanto da parte do profissional, na hora de realizar o procedimento, quanto da parte do paciente, com cuidados do pós-operatório.Pode acontecer do paciente continuar sentindo dores após o procedimento. Mas será que essa dor significa, necessariamente, que o canal não deu certo? Conversamos com a dentista Sofia Cabaleiro para tirar essa dúvida e explicar como são os cuidados após essa cirurgia.

COMO SÃO OS PROCEDIMENTOS E CUIDADOS APÓS REALIZAR UM TRATAMENTO DE CANAL?

Com o canal tratado, o paciente precisa tomar certos cuidados como em qualquer outra cirurgia. Nesse procedimento, o dente perde parte de sua estrutura e, consequentemente, fica mais suscetível a fraturas e trincas. Além disso, a cirurgia de canal lida diretamente com o nervo que está inflamado no dente, sendo portanto, um procedimento mais dolorido. “Por conta disso, é importante que o paciente que tenha passado por essa cirurgia evite a mastigação consistente no local para conseguir dar sequência na etapa de reabilitação”, explica a profissional.

DOR DE DENTE APÓS O TRATAMENTO DE CANAL SIGNIFICA QUE O PROCEDIMENTO NÃO DEU CERTO?

Não necessariamente, de acordo com Sofia, o fato do paciente sentir dor após o procedimento é tratado pelos profissionais como algo bastante comum. “Essas dores ocorrem como consequência do próprio procedimento que é delicado e, normalmente, cessam após 2 ou 3 dias”, comenta. A dentista alerta que caso esse sintoma de dor persista, é importante que esse paciente consulte o profissionalque realizou o procedimento operatório para avaliar seu quadro.

O QUE DEVE SER FEITO NESSAS SITUAÇÕES?

Normalmente, quando as dores são intensas, é recomendado o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios prescritos pelo profissional da área. “O paciente deve ter atenção aos seus sintomas, pois se a dor persistir e se houver quadro de febre, edema, inchaço, deve-se entrar em contato com seu dentista para avaliação clínica e nova conduta”, explica a profissional

Independente do quadro, em casos de dor, a primeira providência que o paciente deve tomar é procurar um profissional especializado na área. “Mesmo que ele tenha um quadro mais grave, o procedimento para solucionar a dor é o mesmo, ela deve ser controlada com analgésicos e anti-inflamatórios por 2 ou 3 dias”, comenta.

O QUE PODE ACONTECER PARA O TRATAMENTO DE CANAL NÃO DAR CERTO?

Mesmo que o tratamento de canal tenha um alto índice de sucesso, ele não pode ser considerado infalível. Existem algumas bactérias resistentes que podem sobreviver ao tratamento e causar certos problemas para o paciente em questão. “Por serem muito resistentes, essas bactérias podem causar intercorrências no tratamento e variações anatômicas do formato da raiz que impedem uma limpeza completa do dente. Por isso, é importante que o procedimento seja realizado por um profissional especializado e que o paciente siga as recomendações do seu dentista”, finaliza Sofia.

 

FONTE: http://www.sorrisologia.com.br/noticia/dor-de-dente-apos-o-tratamento-de-canal-significa-que-o-procedimento-nao-deu-certo_a6889/1

Ver mais

DOR DE DENTE APÓS O TRATAMENTO DE CANAL... 21/06/2018 14:43

Geralmente, o tratamento de canal por ser feito em etapas. Lidar diretamente com a raiz do dente requer muitos cuidados tanto da parte do profissional, na hora de realizar o procedimento, quanto da parte do paciente, com cuidados do pós-operatório.Pode acontecer do paciente continuar sentindo dores após o procedimento. Mas será que essa dor significa, necessariamente, que o canal não deu certo? Conversamos com a dentista Sofia Cabaleiro para tirar essa dúvida e explicar como são os cuidados após essa cirurgia.

COMO SÃO OS PROCEDIMENTOS E CUIDADOS APÓS REALIZAR UM TRATAMENTO DE CANAL?

Com o canal tratado, o paciente precisa tomar certos cuidados como em qualquer outra cirurgia. Nesse procedimento, o dente perde parte de sua estrutura e, consequentemente, fica mais suscetível a fraturas e trincas. Além disso, a cirurgia de canal lida diretamente com o nervo que está inflamado no dente, sendo portanto, um procedimento mais dolorido. “Por conta disso, é importante que o paciente que tenha passado por essa cirurgia evite a mastigação consistente no local para conseguir dar sequência na etapa de reabilitação”, explica a profissional.

DOR DE DENTE APÓS O TRATAMENTO DE CANAL SIGNIFICA QUE O PROCEDIMENTO NÃO DEU CERTO?

Não necessariamente, de acordo com Sofia, o fato do paciente sentir dor após o procedimento é tratado pelos profissionais como algo bastante comum. “Essas dores ocorrem como consequência do próprio procedimento que é delicado e, normalmente, cessam após 2 ou 3 dias”, comenta. A dentista alerta que caso esse sintoma de dor persista, é importante que esse paciente consulte o profissionalque realizou o procedimento operatório para avaliar seu quadro.

O QUE DEVE SER FEITO NESSAS SITUAÇÕES?

Normalmente, quando as dores são intensas, é recomendado o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios prescritos pelo profissional da área. “O paciente deve ter atenção aos seus sintomas, pois se a dor persistir e se houver quadro de febre, edema, inchaço, deve-se entrar em contato com seu dentista para avaliação clínica e nova conduta”, explica a profissional

Independente do quadro, em casos de dor, a primeira providência que o paciente deve tomar é procurar um profissional especializado na área. “Mesmo que ele tenha um quadro mais grave, o procedimento para solucionar a dor é o mesmo, ela deve ser controlada com analgésicos e anti-inflamatórios por 2 ou 3 dias”, comenta.

O QUE PODE ACONTECER PARA O TRATAMENTO DE CANAL NÃO DAR CERTO?

Mesmo que o tratamento de canal tenha um alto índice de sucesso, ele não pode ser considerado infalível. Existem algumas bactérias resistentes que podem sobreviver ao tratamento e causar certos problemas para o paciente em questão. “Por serem muito resistentes, essas bactérias podem causar intercorrências no tratamento e variações anatômicas do formato da raiz que impedem uma limpeza completa do dente. Por isso, é importante que o procedimento seja realizado por um profissional especializado e que o paciente siga as recomendações do seu dentista”, finaliza Sofia.

Ver mais